quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Executivos do Google são condenados pela justiça italiana


Você pode não acreditar mas tudo começou com um vídeo postado no Google Vídeo sobre um garoto com síndrome de down que sofria bullying. O vídeo, postado em Setembro de 2006, ficou no ar por cerca de 2 meses antes do Google perceber sua existência e retirá-lo do ar.

Com esse acontecimento, a justiça italiana absolveu os 3 funcionários da acusação difamação, mas acusou o Google e os responsabilizou por deixarem o vídeo ser postado caracterizando o caso como violação de privacidade.

O gerente de comunicações do Google, Bill Echikson, disse em milão: "Eles não postaram o vídeo, eles não o filmaram, eles não comentáram sobre ele e mesmo assim foram acusados e condenados."

Os 3 funcionários do Google foram condenados a prisão por 6 meses mas o Google vai recorrer.

O que você acha dessa história? O Google realmente foi culpado?
Comentem.



Fontes: BBC, Engadget, FoxNews, Reutes.

6 comentários:

Berenice disse...

Não sei se entendi direito o significado de bullying: agressões (que imagino terem sido feitas via internet). Se é este o caso, creio que os culpados foram quem postou o vídeo e fez os comentários, não o Google. Já pensou se o Pablo for obrigado a verificar tudo o que se escreve e se posta no dihhit antes da publicação?
Responsabilizar o Google força a empresa a instituir um sistema de censura que deverá aprovar previamente tudo o que for ser publicado (e censurar é ilegal, vai contra o direito de expressão). Deveriam punir os verdadeiros responsáveis (mas encontrá-los daria muito trabalho...).

Beth Muniz disse...

Olá,
A Google é uma empresa e como tal deve assumir as suas responsabilidades, mesmo que administre interesses no mundo virtual.
Quanto aos uncionários, acredito que um bom advogado os livrarão das acusações, pois não são responsáveis diretos pelas determinações da empresa. Entretanto, não há como negar que falharam nas suas funções ao não indeticarem o vídeo e alertarem a direção do Google sobre a sua existência. Veja, não sou jurista. sou apenas uma observadora da realidade. Abração.

Lilian disse...

Olá amigo,

Parabéns pelo post.

Acho complicado opinar sobre a culpabilidade do Google no referido caso.

Primeiro, porque as informações contidas no post não são suficientes para um completo entendimento do caso em si e suas ocorrências, tipo: de que forma ocorreu a filmagem; quem foi o autor da filmagem; quem foi o responsável pela postagem do vídeo nos serviços do Google, etc.

Segundo, porque não conheço as leis italianas e o conteúdo do processo, tipo: como foi a denúncia, qual a alegação, etc.

Terceiro, porque o Google, se retirou o vídeo ao perceber tal situação, mostrou sinal de respeito e não de preconceito, assim, poderá se eximir da culpa, pois, deixo claro, não sei do caso, mas entendo ser bem difícil, apesar das informações aos usuários sobre a lei de privacidade em vigor no país, o Google conseguir monitorar os milhões de arquivos que são publicados através de seus serviços como YouTube, Blogger e Google Video.

Já pensou na situação de se pretender acusar a empresa telefônica se um indivíduo qualquer ligar para uma pessoa portadora da mesma síndrome e dizer palavras ofensivas e injuriosas, ou até gravá-las e divulgá-las? Como a empresa telefônica poderia ser responsabilizada?

Viu, como é difícil julgar e opinar? Da mesma forma, se o correio entregasse um bilhete com ofensas, como acusá-lo?

Amigo, isso é assunto para muito estudo, mas, de antemão, penso que se fosse no Brasil, não haveria pena alguma, mas, por se tratar da Europa, até pode haver algum tipo de penalização.

O melhor mesmo, é acompanhar o trâmite do processo e esperar pelo resultado.

Valeu sua pergunta, amigo. Fique copm a paz do Senhor.

Carinhoso e fraterno abraço,
Lilian

Cris Travassos disse...

Sinceramente não sei de quem é a culpa. Não entendi que tipo de constrangimento o rapaz foi alvo, mas se a justiça condena donos de blogs por comentários deixados, a condenação do site é justa, já que são responsáveis por tudo que nele acontece.

Beijocas

Claudine Ribeiro G. Netto disse...

Olá amigo Leonardo, não acho que o google tenha culpa desta vídeo ter sido postado, os responsáveis pelo vídeo sim, devem ser punidos.

Abeação.

Histórias & Estórias disse...

Assino em baixo do que a Vovó Lili falou. Não há porque condena-los por irresponsabilidade de outros. Quem fez é que deve ser penalizado.

Na internet há pessoas de gosto duvidoso que riem e debocham da desgraça alheia, assim como nas ruas.
Querer fiscalizar tudo e todos é exigir um controle absurdo.

Postar um comentário

BlogBlogs